Transmissão

Pastor é preso e condenado a morte


Display contentCerca de dois anos e meio atras, Youcef Nardarkhani, pastor de uma igreja com 400 membros no irã, foi para a escola com seus dois filhos e opôs-se à escola ensinar o Islã aos alunos. Ele protestou alegando que a constituição do irã assegura liberdade de religião. A polícia secreta o prendeu e o trouxe diante de um tribunal político em Rasht em 12 de outubro de 2009. Naquela época, ele foi acusado de protestar e tem estado na prisão desde então.
Mais tarde ele foi acusado de “apostasia”, que é a conversão do Islã para o Cristianismo. E então, a acusação de “Evangelismo para os muçulmanos” foi adicionada, e ele foi sentenciado a morte. Sua esposa também foi presa e sentenciada a prisão perpétua(Ela foi libertada depois). Mesmo seu advogado foi ameaçado e preso. Ao longo dos últimos dois anos, as acusações contra Youcef foram alteradas várias vezes em um esforço do governo iraniano de esconder suas acusações aos cristãos, e especialmente àqueles que creem no irmão Branham.
O irmão Youcef não é o único crente a ser perseguido dentro do Irã. Pastores e fiéis de todo o país tem sido ameaçados, intimidados, agredidos e presos, e muitos deixaram o país. Um desses pastores, Behnam Irani, foi espancado em muitas ocasiões por companheiros de prisão com a aprovação das autoridades. Ele está cumprindo uma sentença de 5 anos de prisão pelo “crime” de ser um pastor cristão e possuir material cristão.
A situação no Irã reuniu a atenção da mídia internacional, colocando pressão no governo para liberar o irmão Youcef. Eles recentemente ofereceram a ele a oportunidade de retratar-se e sair livre. Claro que, ele categoricamente negou esse compromisso.
Por favor mantenha nossos membros companheiros do Corpo de Cristo em suas orações.

0 comentários:

Postar um comentário